Higiene na cozinha: 9 cuidados na hora de preparar os alimentos

Para garantir mais qualidade de vida para toda a sua família, atitudes simples podem ser tomadas. Quando se trata de higiene na cozinha, por exemplo, vale saber sobre alguns cuidados essenciais na hora de preparar os alimentos, que você pode ensinar à sua empregada doméstica ou cozinheira.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas de como você pode evitar intoxicação alimentar e outros problemas de saúde. Atentando-se às condições do ambiente e também ao preparo dos alimentos, você fica livre desses riscos! Quer saber quais são esses cuidados? Então, continue a leitura e repasse todas as dicas para quem te ajuda na cozinha!

1. Preze pela higiene na cozinha, por meio da higiene pessoal

Antes de qualquer coisa, é importante falar da higiene pessoal. Afinal, de nada adianta ter alimentos de qualidade e uma cozinha bem preparada, se a pessoa que cuidará das tarefas não está devidamente higienizada.

Para que isso não aconteça, é importante ter, em primeiro lugar, um cuidado especial com as mãos e as unhas. Elas acumulam sujeira e vários microrganismos que podem fazer muito mal à saúde. Então, antes de começar qualquer coisa, o recomendado é lavar as mãos com sabão!

Pode parecer exagero, mas o uso de luvas, avental e touca na hora de preparar a comida é essencial. Além de manter a pessoa limpa após as tarefas, isso evita o contato direto das mãos com os alimentos e evita que fios de cabelo caiam na comida. É horrível quando isso acontece, não é mesmo?

2. Evite utensílios de madeira

Os utensílios de madeira são bastante tradicionais, mas quando se trata de higiene na cozinha, eles são vilões. Sabe o motivo? Eles acumulam bactérias e, por mais que você os lave, não é possível higienizá-los de forma completa.

Então, se você ainda possui alguma tábua, espátulas, colheres ou panelas com cabos de madeira, por exemplo, livre-se de tudo! Prefira utensílios feitos com materiais atóxicos, como a cerâmica, o vidro, o inox, o silicone e até mesmo o bambu.

3. Use corretamente as esponjas de louça

Outra polêmica das cozinhas é com relação ao uso das esponjas de lavar louça. Durante quanto tempo ela pode ser utilizada? Há quem diga que é somente por uma semana, mas muitas casas estendem esse prazo e isso não é bom.

É preciso redobrar a atenção com as esponjas, pois elas favorecem a proliferação de bactérias. Graças à umidade acumulada e outros resíduos de alimentos, você pode criar uma colônia de problemas na sua cozinha!

Porém, como não é possível utilizar uma esponja por dia e descartá-la logo em seguida, você pode higienizá-la com uma solução clorada. Deixe a esponja imersa entre 5 e 10 minutos e depois enxágue com água filtrada, deixando-a secar em um local mais arejado.

4. Não deixe lixeiras sobre a pia

Pode parecer bonitinho e até mesmo prático ter uma lixeirinha sobre a pia. Mas você não faz ideia do quanto isso facilita a proliferação de bactérias, bem na superfície onde você prepara os alimentos.

A lixeira de pia é perigosa, pois além de estar perto de utensílios e da própria comida sendo preparada, exige que você a toque, toda vez que precisar usá-la. O ideal é mantê-la no chão e escolher modelos que possuam um sistema de abertura com o toque do pé. Dessa forma, você nem precisa colocar as mãos!

5. Jogue fora o seu pano de pia

Além da lixeira e da esponja, outro item que é muito nocivo à saúde é o famoso paninho de pia. Aliás, tanto ele quanto o pano de prato requerem um cuidado especial, já que são perfeitos para a proliferação de bactérias e outros microrganismos.

Algumas empregadas domésticas ou cozinheiras sempre trazem certas manias, mas a melhor opção para manter a pia limpa e seca é o uso de pequenos rodos e também de toalhas descartáveis. Assim, elas colaboram muito mais com a higiene na cozinha.

6. Evite guardar panelas na geladeira

Se as suas panelas forem de alumínio, o que é mais comum, evite guardá-las na geladeira. O motivo é simples: quando o alumínio fica em contato com o alimento por muito tempo, ele acaba sendo liberado, contaminando a comida.

É claro que, se suas panelas forem de vidro, cerâmica, inox, etc., você pode deixá-las na geladeira. Mas se esse não for o caso, transfira os alimentos para potinhos e outros recipientes de plástico ou vidro. E faça isso o mais rápido possível, pois os alimentos não podem ficar mais de duas horas em temperatura ambiente. Caso contrário, tornam-se propícios à proliferação de bactérias.

7. Não coloque enlatados na geladeira

Isso também vale para produtos que são enlatados ou em conserva. Se for utilizada somente uma parte para o preparo da comida, não devolva o restante da lata diretamente para a geladeira! Coloque o conteúdo da lata em um pote ou outro recipiente, só então leve para lá.

Acontece que, quando o alimento entra em contato com aquele verniz que reveste a latinha, pode ocorrer uma oxidação acelerada, causando contaminação. Inclusive, vá além: na hora de abrir a lata, lave-a antes, para evitar o contato da sujeira externa com o alimento.

8. Evite quebrar os ovos na pia

Ainda com relação a pia, não é bom quebrar ovos em sua superfície. Você sabia disso? Pode parecer exagero, mas quando você quebra a casca do ovo, o seu interior pode ser contaminado.

Aliás, os ovos ainda podem conter uma bactéria perigosa (a salmonela), que provoca graves doenças gastrointestinais. Se ela entra em contato com a pia, pode acontecer à situação contrária: o ovo contaminar a superfície! Que loucura, não?

9. Higienize os alimentos antes de consumir

Quando se trata de alimentos frescos, como verduras, frutas e legumes, o ideal é também higienizá-los com cuidado antes de consumir ou prepará-los. Lave tudo em uma solução clorada e depois enxágue com água filtrada.

Os produtos mais recomendados são a tradicional água sanitária, o clorin ou então o hidrosteril. Mas só tome cuidado com a quantidade, senão você pode estragar os alimentos e até mesmo contaminá-los com as substâncias, ok?

Todos esses cuidados com a higiene na cozinha são indispensáveis para uma vida e alimentação saudável de todos em casa. Atitudes simples podem prevenir diversas doenças, até mesmo algumas graves! Por isso, converse e instrua a sua empregada doméstica, para que ela te ajude nesses pontos importantes. Aproveite e assine nossa newsletter para manter-se informada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *