Educação de filhos: melhor ter uma babá ou colocar na pré-escola?

Uma das principais perguntas feitas pelas mulheres que estão cogitando engravidar é: “Se eu tiver um filho, com quem vou deixá-lo quando sair para trabalhar?”. Essa dúvida, inclusive, é um motivo comum para que elas adiem a gravidez para se dedicarem às suas carreiras e à vida profissional. E para as mulheres que já tiveram um filho, essa é uma questão também bastante complicada, que, com a aproximação do fim da licença-maternidade, intensifica-se ainda mais. A volta à rotina, além de dolorosa para a mãe, que agora terá de dividir o seu tempo entre a vida profissional e a familiar, exige atenção e cuidado.

Fato é que não existe consenso sobre a melhor solução. Tudo depende da rotina familiar, das condições financeiras dos pais e da disponibilidade de outros parentes. Muitas famílias recorrem aos avós, tios e padrinhos para cuidar da criança, pelo menos em um período inicial. No entanto, não são todas as famílias que têm a sorte de ter um familiar disponível para dar os cuidados que um bebê exige. Por isso, as mães devem analisar outras possibilidades, como matricular o bebê na pré-escola ou contratar uma babá.

Para facilitar a tomada dessa decisão, listamos algumas dicas de como escolher a alternativa mais adequada à realidade da sua família.

O que fazer?

A dica inicial é: prepare-se para esse momento. Ele costuma ser doloroso não só para você, mas também para o bebê. Por isso, organize-se, pesquise, planeje a nova rotina. E, além disso, tenha em mente que sua decisão não precisa ser definitiva. Se após alguns meses você perceber que o seu filho não se adaptou à escola e que o ideal seria ter alguém em casa para cuidar dele, volte atrás e readapte os planos.

Por que optar pela educação de filhos na escola?

Pontos positivos

Matricular o bebê na pré-escola pode ser muito positivo para o seu desenvolvimento, sobretudo no que se refere a questões relacionadas à socialização. Crianças que convivem com outras pessoas além da família costumam ter melhor desenvolvimento motor e verbal, porque exercitam mais esses aspectos ao conviver com outros indivíduos. Além disso, na escola há profissionais capacitados em diversas áreas, aptos a contribuir no progresso da criança em vários sentidos.

Pontos negativos

Ao mesmo tempo em que o convívio com outras crianças é positivo, pois incentiva o desenvolvimento, ele também pode ser negativo, tendo em vista que aumenta a exposição a doenças, como gripes, viroses ou resfriados. De modo geral, escolas de qualidade, especialmente as que contam com estrutura adequada para o cuidado dos bebês, exigem um investimento financeiro alto, que pode não se adequar à realidade de muitas famílias.

Por que optar pela educação de filhos por uma babá?

Pontos positivos

A principal vantagem de contratar uma babá, principalmente em comparação com as escolas, é o cuidado exclusivo que seu bebê terá. E isso é muito importante, sobretudo para as crianças pequenas, que ainda são muito dependentes e exigem muito cuidado, carinho e atenção em tempo integral. Além disso, há a vantagem de o bebê continuar vivendo em um ambiente familiar, o que facilita muito o processo de adaptação à nova rotina.

Pontos negativos

A grande preocupação de mães e pais ao procurar por uma babá é não conseguir encontrar alguém de confiança. Por isso é necessário fazer uma entrevista detalhada com a candidata antes da contratação. Algumas famílias também não se sentem à vontade em ter uma pessoa de fora convivendo no ambiente familiar. Outra questão a ser levada em consideração é que a profissional pode, em algum momento, ter de faltar ao trabalho, o que podem ocasionar alguns transtornos na rotina programada pela família.

E aí, gostou das dicas? Conte para a gente nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *