Como programar as férias da empregada doméstica

A recente regulamentação para contratação de empregados domésticos, com adoção do sistema eSocial como plataforma universal, ajudou a resolver muitos problemas dos contratantes, mas não todos.

As férias, por exemplo, ainda fazem com que algumas pessoas quebrem a cabeça. Mas nesse artigo nós vamos apresentar informações importantes para você que está com dúvidas sobre o assunto.

Direitos dos empregados às férias, dicas de como proceder e até sobre como fazer o cálculo são alguns itens que você vai poder entender agora. É só continuar lendo!

Os direitos

Aqui não tem muito segredo. Funciona igual para todos que trabalham sob o regime CLT. A categoria dos empregados domésticos tem direito a férias anuais de trinta dias, com um terço a mais de salário a cada intervalo de um ano de trabalho.

Outro ponto importante é que os profissionais em questão só têm direito garantido às férias após um ano de serviço completado.

Defina o período de férias antecipadamente

É você que define o período de férias do seu empregado ou empregada. Portanto, a maneira mais correta de acertar o melhor momento para liberar as férias é se programar e verificar o seu calendário para o ano.

Observe ponto a ponto e veja em que época do ano você irá viajar ou poderá ficar mais tempo em casa para arrumar as coisas por conta própria. Mas estude com calma. Uma vez de férias, você terá que deixar o profissional cumprir o período até o fim.

A maioria dos pais que tem filhos preferem deixar as férias para o mês de janeiro, sobretudo porque viajam e as crianças estão de férias da escola. Enfim, irá depender da sua agenda.

Saiba que não é permitido antecipar férias

Outra informação importante. Como dissemos anteriormente, o profissional não tem direito a férias caso não tenha completado um ano de serviço.

Por isso não há possibilidade de antecipação de férias, nem com o consentimento do empregador. Tal medida acarretaria em ilegalidade.

Pense bastante e encontre o melhor período para você e se organize para isso!

O cálculo das férias

Se você não está acostumado a fazer os cálculos, mas gostaria de se precaver sobre o quanto terá que pagar nas férias da sua empregada ou empregado, fique tranquilo.

A conta é relativamente simples e vamos mostrar um exemplo de como faze-la, agora.

Considere que o profissional em questão recebe R$ 1800 mil por mês. Para chegar ao valor das férias, é preciso somente acrescentar um terço desse salário. Feito isso, basta subtrair os 9% dedicados ao INSS. Fica assim:

Férias = Salário + 1/3 Salário

Férias = R$ 1.800,00 + (1/3 x R$ 1.800,00) = R$ 1.800,00 + R$ 600,00 = R$ 2.400,00

Agora é preciso descontar os valores conferidos ao INSS correspondente às férias e pronto, cálculo finalizado! É uma versão resumida, mas que funciona muito bem para você ter uma ideia sobre o quanto irá gastar.

Férias = R$ 2.400,00 – (9% x R$ 2.400,00) = R$ 2.400,00 – R$ 216,00

Férias = R$ 2.184,00

Monte uma poupança para pagar as férias sem problemas

Uma dica importante é, agora que você já sabe como calcular as férias, fazer o cálculo antecipadamente, se possível logo no primeiro mês de contratação.

Daí divida o valor total por doze – quantidade de meses no ano – e saiba o quanto você precisa depositar ou guardar mensalmente para efetuar o pagamento do direito da emprega doméstica sem problemas no fim do ano.

Se você quiser saber como elaborar o cálculo completo para as férias da sua empregada doméstica, leia esse outro post do nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *